Motociclismo no Acre
   
 
BRASIL, Norte, RIO BRANCO, Homem, Motociclismo e muita adrenalina
 

  Histórico

Votação
 Dê uma nota para meu blog

Outros sites
  Mande sua mensagem para e-mail: cassianomarques@uol.com.br
 V Rally Internacional Bolpebra Amazônia Andes
 Acesse os regulamentos da FEMAC
 Federação de Motociclismo do Estado do Acre
 Acesse as fotos da FEMAC
 CBM - Confederação Brasileira de Motociclismo
  ULM - União Latinoamericana de Motociclismo
 FEDERATION INTERNATIONALE DE MOTOCYCLISME (FIM)
 Rally Dakar - site oficial
 Star Motos & Acre Motors
 Jornal Página 20
 Motox
 Rondocross
 Jornal Jeca Jóia off-road
 Secretaria Extraordinária de Esportes do Acre
 Associação dos Cronistas Esportivos do Acre (ACEA)
 Mancini Cronometragem e Resultados




 

 
 

Que tal conhecer a Amazônia, vendo belíssimas paisagens, seus contrastes de cores, cheiros e sons, acelerando por longas e intermináveis retas e, ainda, com a oportunidade de cruzar as cordilheiras dos Andes a mais de 4700 metros de altitude pela Carreteira Interoceânica, estrada que interliga o Brasil ao sul do Peru por Assis Brasil, no Acre, passando também na fronteira com a Bolívia, nas cidades de Epitaciolândia e Brasiléia?

Pela segunda vez, o Estado do Acre, na Amazônia brasileira, realizará o evento Amazônia Motorcycles, encontro sul-americano de motociclistas e que reunirá amantes das duas rodas dos estados brasileiros do Acre, Rondônia, Amazonas, Matogrosso e de outras regiões do Brasil, além de delegações da Bolívia e do Peru, Equador e Chile.

O Amazônia Motorcycles acontecerá na belíssima e acolhedora Rio Branco, capital do estado do Acre, cidade que encanta seus visitantes por sua hospitalidade, arquitetura colorida, limpeza, gastronomia, infra-estrutura confortável e sua cultura amazônica.

Além de conhecer a Amazônia, os participantes de outras regiões e países poderão chegar ou sair do Acre pela Carreteira Interoceânica, estrada que nos dias seguintes ao encontro será oficialmente inaugurada pelos presidentes Luiz Inácio Lula da Silva, do Brasil, e Alan Garcia, do Peru. Desde Rio Branco à Cusco, no Peru e porta de acesso a milenar cidadela de MachuPichu, são apenas 1080 km de pura adrenalina e encantamento.

E nem precisa dizer que o Amazônia Motorcycles será realizado em ampla área asfaltada de mais de 30.000m² e ambientada com toda a infra-estrutura para receber os moto clubes brasileiros e vindos vários países da América do Sul, com exposições de motos, tendas para moto clubes, desfile e escolha da Garota Amazônia Motorcycles, shows de rock e pop de artistas renomados, tendas eletrônicas, shows de acrobacias motocross free style e wheeling, praça de alimentação, feira de artesanato, e duas competições homologadas pela Federação de Motociclismo do Estado do Acre e Federação Acreana de Esportes Radicais, respectivamente: VII Rally Internacional Bolpebra Amazônia e a final do Campeonato Acreano de Wheeling.



Escrito por Cassiano Marques às 14h12
[envie esta mensagem
] []


 

 

FICHA TÉCNICA:

Período oficial:                  11 a 16 de novembro de 2010.

Evento no Acre:                  12, 13 e 14 de novembro de 2010.

Local:                                   Área de Eventos da Arena da Floresta, Rio Branco – Acre – Amazônia Brasil

Realização:                         Kampô Promoções e Eventos Ltda. (www.kampotur.com.br)

Promoção:                          Irmandade Estradeira (www.irmandadeestradeira.org)

Eventos esportivos:          Federação de Motociclismo do Estado do Acre (FEMAC) e Federação Acreana de Esporte Radicais (FAER)

Programação musical:    Atrações regionais, nacionais e internacionais de rock e pop, em parceria com Fundação Elias Mansour, Coletivo de Cultural PEI&Á e AcreMetal

Realização dos shows

nacionais:                          Pop Show Eventos Ltda. (www.popshoweventos.com.br)

Apoio oficial:                     Governo do Estado do Acre (www.ac.gov.br)

Apoios:                                Acre Convêntion & Visitors Bureau e Rôndônia Convêntion & Visitors Bureau, Consulado do Peru no Acre e Consulado Honorário do Brasil para o sul do Peru

Concursos:                         Garota Amazônia Motorcycles e Gincanas

Sorteios:                             Sorteio de uma moto 0km e diversos brindes imperdíveis

Cursos:                                Primeiros Socorros, Direção Defensiva, Mecânica Básica

Competições:                     VII Rally Internacional Bolpebra Amazônia e a final do Campeonato Acreano de Wheeling

Apresentações:                  Show de Wheeling da Equipe Moto Acre e Show de Motocross Free Style

Moto viagem:                     Rio Branco (Acre, Brasil) – Cusco (Peru) dias 15 e 16 de novembro de 2010, com veículo(s) de apoio logístico

Pré-evento:                          Moto-pré-encontro com show em Porto Velho/Rondônia, dia 11 de novembro de 2010 para moto clubes que estão em viagem para Rio Branco

Lojas:                                   Showroom de convidados HONDA, YAMAHA, SUZUKI, SUNDOW / KASINSKI e DRAFRA e Boutiques especializadas

Ato ecumênico:                  Ato religioso com a presença de padres e pastores em proteção aos motociclistas

Tendas:                                Praça de Alimentação, Feira de Artesanato, Espaço Moto Clubes com energia e Bolha Eletrônica

Infra-estrutura:                 Área 100% iluminada com segurança 24h, área de camping exclusivo para moto clubes, estacionamento exclusivo de motos e veículos separados, banheiros químicos, palcos, arquibancadas, lavador de motos, oficina rápida

Outras informações:        Allex Cruz – E-mail: contato@kampotur.com.br – Celular (+55 68) 9967-3004 – Telefone (+55 68) 3224-1999

Website:                    www.amazoniamotorcycles.com.br 



Escrito por Cassiano Marques às 14h12
[envie esta mensagem
] []


 

 

Oferta de ocasião!

Estou vendendo minha Honda XR230. As fotos dela são as que aparecem aí em baixo no post do Rally Bolpebra.

A moto não tem o que fazer, é só comprar, vestir o equipamento e acelerar forte (mas tem que segurar firme, porque ela tá acostumada com piloto bão!).

Único dono, comprei diretamente na Star Motos e sempre fiz todas as manutenções lá, usando peças originais, mas nunca tive que fazer motor etc, pois sempre a tratei como se deve, de forma preventiva e usando as melhores peças.

A moto tá pronta pra quem já é iniciado no motociclismo e preparada pra quem gosta de andar forte, eis as mudanças:

1) Guidão Protape – 100% alumínio, mais leve e muito mais resistente e alongador de altura do guidão.

2) Suspensão traseira: mola 30% mais resistente.

3) Suspensão dianteira: acrescentei a válvula interna, substitui a mola, acrescentei alongador com regulagem de pressão de ar.

4) Coletor e escapamento especial de competição.

5) Freio a disco na roda traseira.

6) Coloquei também a peça que na moto original ela corta a corrente (não lembro o nome agora, deu branco) por uma de competição, tornando-a mais agressiva e com maior final.

Ah, o motivo não é que ela não me serve mais – estou com dor no coração por que ter que vender minha moto – mas é que literalmente estou precisando do resultado da venda (tem horas que a gente fica apertado!).

O preço é de ocasião, se tiver interesse, fazermos bom negócio !

Entre em contato pelo e-mail cassianomarques@uol.com.br



Escrito por Cassiano Marques às 19h25
[envie esta mensagem
] []


 

 

Vem aí o 2º Amazônia Motorcycles !

Confirmado para acontecer em Rio Branco, capital do Acre, o 2º Amazônia Motorcycles, encontro de motociclistas da Amazônia, nos dias 04 (sexta), 05 (sábado) e 06 (domingo) de setembro de 2009.

O evento será no amplo espaço de eventos da Arena da Floresta e reunirá amantes das duas rodas dos estados brasileiros do Acre, Rondônia e Amazonas , além de delegações da Bolívia e do Peru.

Exposições de motos novas e usadas, tendas para moto clubes, desfile e escolha da Garota Amazônia Motorcycles, shows de rock e pop, tendas eletrônicas, acrobacias motocross free style e welling, moto tour, além de praça de alimentação e duas competições homologadas pela Federação de Motociclismo do Acre: II Enduro Poronga (enduro de regularidade noturno para duplas de motos) – com largada no sábado às 17h – e I Veloterra (corrida de velocidade em circuito de terra sem rampas) – com largada no domingo as 19h.

Nessa 2ª versão, o Amazônia Motorcycles será realizado independentemente do Festival Varadouro, festival de rock que acontece em Rio Branco, como ocorreu em 2008. “Avaliamos que a realização dos eventos separados contribui para ampliar o calendário de eventos do Acre e dá maior liberdade aos organizadores para definirem as respectivas programações, as quais nem sempre são compatíveis”, informou Cassiano Marques de Oliveira, secretário de esporte, turismo e lazer do Acre.

Para o presidente da FEMAC, Jefferson Cogo, a realização de duas competições oficiais durante o evento contribui para a promoção do motociclismo esportivo. “A FEMAC buscará o apoio de todas as empresas revendedoras de motos no Acre para garantir o patrocínio às provas que acontecerão durante o Amazônia Motorcycles, as quais terão grande visibilidade e promoção junto aos pilotos, mídia e público amante das duas rodas”.

O diretor da Honda Star Motos Oswaldo Dias já garantiu a participação do grupo Honda no Acre: “estaremos com nossas revendas expondo modelos novos e apoiando a realização do evento e das competições promovidas pela FEMAC. O Amazônia Motorcycles é um evento que oportuniza aos motociclistas conhecerem a Amazônia, o Acre e também a Carretera Interoceânica que interliga nosso País ao Peru por Assis Brasil, passando também na fronteira com a Bolívia, nas cidades de Epitaciolândia e Brasiléia”.

O evento é uma realização da Federação de Motociclismo do Estado do Acre (FEMAC), promoção do Governo do Acre, por meio da Secretaria de Estado de Esporte, Turismo e Lazer (SETUL), e apoio da Honda Star Motos.



Escrito por Cassiano Marques às 21h50
[envie esta mensagem
] []


 

 

VI RALLY INTERNACIONAL BOLPEBRA AMAZÔNIA

A 6ª edição da maior prova off-road da Amazônia foi um sucesso. Recorde de pilotos inscritos (84), largando 78 nas categorias moto, quadricíclo e carros 4x4 (sendo esta de regularidade).

Cassiano Marques, que também é secretário de
estado de Esporte, Turismo e Lazer do Acre, 
durante o 1º brieffing,
agradecendo a participação
dos pilotos e equipes

O formato de 3 dias agradou a todos: pilotos, equipes de apoio e pilotos. Foram 1050km, sendo 562km de especiais, todas fechadas ao trânsito e por estradas alucinantes, muito técnicas. Ainda teve um pouquinho de chuva, deixando uma das especiais do 2º dia escorregadia e favorecendo àqueles que enrolam o cabo sem medo de ser feliz ...

Cassiano Marques acelerando tudo que a CRF 230 tinha prá dar. Foto: Paulo Andreoli

Participei da prova com a moto #13, pela equipe Trilhas do Acre Rally Team, juntamente com os pilotos Antônio Teles # 4 e Ari Palu Jr #5, todos de CRF 230 e apoiados pelo chefe de equipe Walterlande Verçosa, mecânico Ferrugem e apoio Ronaldo Galego, tendo me inscrito na categoria Força Livre Nacional.

Na primeira especial do 1º dia, no resultado geral, fiquei com o 3º lugar. Confesso que até eu fiquei impressionado, pois muitos pilotos experientes estavam andando forte, mas tiveram – soube depois – erros de navegação. Na segunda especial o suporte do equipamento de navegação literalmente não agüentou a trepidação e quebrou, me obrigando a correr mais da metade da especial segurando o equipamento com a mão esquerda e apoiando o cotovelo esquerdo no guidão. Reparei o suporte numa oficina na Vila do V e parti para a 3ª especial, mas infelizmente essa veio a ser posteriormente cancelada pela organização porque alguns pilotos cortaram caminho, num trecho que era para ter um bloqueio da organização. Ainda assim no final do dia, o fiquei em 22º na geral, com o tempo de 59mi59seg e 15min09seg atrás do líder Joao Tagino, e  3º lugar na categoria, apenas 6min49seg atrás do líder do dia na categoria Rui Rodrigues.

Cassiano Marques de cabo enrrolado nas curvas, reunindo técnica e coragem. Foto: Paulo Andreoli

No segundo dia, andei forte nas 1ª e 2ª especiais, mas na 3ª especial novamente o suporte do R2 que segura o Compass não agüentou e quebrou-se parcialmente, ainda no início e novamente tive que terminar acelerando com uma mão e segurando o equipamento com a outra (destaco que, graças a Deus, não levei nenhum tombo). Na 4ª especial, o suporte improvisado também não agüentou e rodei no limite de segurança para terminar com o equipamento agora no colo.

Antes da última especial – a mais longa do rally com 105 km – minha equipe improvisou um jeito de fixar o Compass e deu certo, conseguindo acelerar firme. O resultado foi que terminei o dia em 5º lugar, com o tempo de 3h01seg45min e 10min38seg atrás do líder do dia na categoria Cristian Rosolen.

No último dia – e maior deles – logo após cerca de 10km da cidade de Brasiléia estava a 1ª especial totalmente técnica com incontáveis erosões profundas, lombas de decolar e muitas pontes precárias. No final dessa especial de 76km o cansaço bateu e para a largada da especial seguinte – cerca de 5 km depois – decidi que iria me poupar para terminar o rally como planejado e bem: sem nenhum tombo e me divertindo muito! Acho que foi nessa especial que acabei perdendo o rally, pois além de ter literalmente passeado – eram em torno de 75km – ainda errei uma entrada e andei cerca de 10km ida e volta até a trilha certa. Mas essa especial foi a mais bonita da prova, toda no interior da reserva Extrativista Chico Mendes e com um corredor estreito ladeado da floresta amazônica por quase todo o percurso. Há, ia esquecendo, o R2 quebrou de novo, agora com pane elétrica no motor, me obrigando a “esfolar” o dedo indicador da mão esquerda de tanta força que fiz para rodar a planilha até chegar a Rio Branco.

Da esquerda para direita: Cassiano Marques, 4º lugar; Cristian Rosolen , 2º lugar; 
Rui Rodrigues, Campeão;  João Chagas, 3º lugar; e
Omilson Clayton, 5º lugar.
Foto: Paulo Andreoli

 Conquistei o 16º lugar na geral e 4º na minha categoria com o tempo de 9h07min59seg, atrás de três Tornados 250cc e apenas míseros 26 segundos atrás do piloto João Chagas, da equipe KCTB de Rolim de Moura/RO. Do campeão, fiquei menos de 20 minutos atrás e computando o seu tempo total de 8h48mine45seg, o que considero um feito e tanto.

Fiquei muito feliz com o resultado, especialmente porque comecei a me preparar somente há três semanas antes da prova (pedalando pelas ruas de Rio Branco e malhando na Park Fitness Academia, sob orientação do professor Jair, e fiz apenas um treino de moto por quatro horas e cerca de 250km, além de acelerar minha CRF 230 stand, sem qualquer alteração no motor.

A integração da equipe Trilhas do Acre Rally Team foi ótima, nos motivando manter o grupo para a temporada off-road de 2009 e que contou com o apoio da Honda Star Motos e JB Grill Churrasco e Buffet.

A chegada no Parque da Maternidade foi sensacional, com direito a estouro de champanhe oportunamente providenciado pela Caterina, esposa do companheiro piloto Antônio Telles, e a confraternização que se seguiu com os demais participantes do rally – pilotos, imprensa, organização e equipes de apoio.

Confraternização foi geral. Foto: Paulo Andreoli

O Bolpebra é motociclismo na essência. Tem competição, mas tem muita amizade e companheirismo. Talvez por não se entregar as facilidades do capital e das provas comerciais – não que o dinheiro para financiá-la não seja bem vindo – mas porque aqui no Acre ainda fazemos rally com amor ao esporte.

Parabéns ao Jefferson Cogo, presidente da da FEMAC, pela determinação de dar continuidade à prova por nós idealizada e realizada nas cinco primeiras versões, e ao Ruben Ortiz pela direção técnica, organização e segurança, que contou com o apoio do Exército Brasileiro. Agradeço também a todos os voluntários; à minha equipe da Secretaria de Estado de Esporte, Turismo e Lazer do Governo do Acre pelo engajamento na organização do evento; ao pessoal do SAMU e do Corpo de Bombeiros que estavam sempre presentes, nos dando confiança de que caso algo ocorresse estariam por perto para nos auxiliar; aos patrocinadores privados que acreditam no esporte e na sua promoção; à imprensa, com especial destaque a equipe da TV Aldeia; à população em geral que prestigiou o evento, com o agradecimento pela compreensão aos moradores das áreas por onde passou o rally por terem tido a paciência de aguardar o fim das especiais para se movimentarem pelos ramais.

Agradeço também à Deus - olha que foi muito invocado e certamente por todos os pilotos em diversos momentos - e a Socorro Camelo, minha esposa, a Mariana e a Janaína, minhas filhas,  que ficaram em casa torcedo para que tudo desse certo e deu !

Até o próximo !



Escrito por Cassiano Marques às 12h25
[envie esta mensagem
] []


 

 

CROSS COUNTRY DO REVEILLON

Fim de ano. Ano de muitas emoções para quem participou dos eventos de motociclismo no Acre. Eu participei de cinco das seis provas do campeonato acreano de cross country, pontuando em quatro etapas.

Na primeira etapa no Parque de Exposições não corri já que estava sem moto e me recuperando de uma fratura na clavícula, “ganha” na última prova de 2006 também no Parque. Na segunda etapa no espaço Amazônia Rio, por pura vontade de correr e estreando minha CR 230 estalando de nova, sem a devida preparação após a fratura mencionada, levei um tombinho na primeira volta e “creck”, estalou a clavícula de novo!

Mais dois meses de molho e retorno “cauteloso” na prova do Quinari, a de maior média da temporada, obtendo um 4º lugar. A prova seguinte foi na fazenda do Márcio Sabóia, ficando em 5º lugar, num verdadeiro cross country, com erosões, poeira, curvas na grama, trecho de terra gradeados, áreas degradadas, rampas naturais. Já a prova da Expoacre em agosto foi uma competição gostosa de acelerar, especialmente nas disputas dos trechos de areia, obtendo mais um 4º lugar.

A última prova do ano foi uma das mais difíceis, realizada num circuito inédito no espaço Amazônia Rio (Ruben Ortiz caprichou na definição da pista e ainda choveu muito na véspera). Após a largada, tive a infelicidade de bater num piloto pifado (afogado literalmente numa grande poça e com água voando para todos os lados, simplesmente não dava para enxergar nada a frente!). Isso foi logo depois da primeira curva perdi mais de 8 minutos parado tentando fazer minha moto pegar. A corrida foi muito técnica, de recuperação. Com 14 competidores na minha categoria, terminei novamente em 4º lugar após a desclassificação de um piloto que fez manutenção fora da área do parque fechado (e na frente do diretor de prova ...).

Nessa última etapa, confesso, só consegui um bom resultado graças às melhorias implementadas nas suspensões, CDI, guidão e escapamento, tornando a CRF de fábrica muito mais potente e de melhor ciclística (aliás é sempre um saco esse negócio de termos que ficar trocando peças que já poderiam vir de série), tudo trocado na manhã da corrida pelo competente mecânico Alex (Acre Motors).

A temporada, portanto, foi excelente, tendo conquistado um 6º lugar na geral da categoria B, ficando atrás do Rideson Rocha, Diego Ortiz, Aldo Júnior, Fred e Zezinho.

Parabéns ao Trilhas do Acre Moto Clube, na pessoa do seu presidente Lourival Marques Filho, ao Acre Moto Clube, na pessoa do seu presidente Ruben Ortiz, e a FEMAC, na pessoa do seu residente Jefferson Cogo, que promoveram os eventos e todos os pilotos e colaboradores que deles participaram.

Mas comecei a escrever esse texto para, a pedido do Rubens, fazer um convite para que todos os enduristas possam estar se confraternizando na última prova do ano: o CROSS COUNTRY DO REVEILLON que acontecerá no próximo domingo, dia 30 de dezembro de 2007, com largada às 10h, lá no espaço Amazônia Rio.

As inscrições custam R$ 30,00 e podem ser feitas diretamente com o Ruben (9236 8424), nas revendas da Honda e da Yamaha em Rio Branco. A inscrição dá direito a participar da prova e a uma camiseta alusiva ao evento, churrasco com água mineral e refrigerante (a gela a gente compra lá no bar do Zé).

Ah, vai ter categorias de moto e quadricíclo, jeeps e gaiolas.

Espero encontrar por lá o Louro, o Gaia, o Sidarta (chegou da Bolívia) e outros mancos para dar a última lamada na cara do ano ! J

Até lá e feliz 2008 para todos os amantes das duas rodas !



Escrito por Cassiano Marques às 19h22
[envie esta mensagem
] []


 

 

campeonato de off-road

Cross Country acontece neste domingo

 

Acontece neste domingo, dia 2 de dezembro, a 6ª etapa do campeonato acreano de off-road, com uma prova de Cross Country. A competição tem largada para as 13 horas no Amazônia Rio, local da pista internacional de motocross Carlão Coachaman.

O evento é realizado pela Federação de Motociclismo do Estado do Acre e terá o Ruben Ortiz como diretor de prova.

Segundo Ortiz, o circuito terá trechos inéditos, com largada na pista de motocross, de forma invertida, com retorno próximo a terceira ponte, passando pelas mangueiras e e ingressando na trilha da mata na margem do lago (a antiga ponte de madeira na entrada da trilha não existe mais), com subida no campo, cruzando a rua de acesso ao Amazônia Rio, seguindo beirando a cerca até os fundos da Escola Minas Gerais. De lá a trilha volta na direção da pista de motocross, passando ao lado do açude de cima e entrando na pista de motocross, percorrendo o sentindo inverso até o local de chegada.

 



Escrito por Cassiano Marques às 16h39
[envie esta mensagem
] []


 

 

Ciclismo

Ciclistas do Acre em Manaus

Nesse domingo (28/10) a equipe de ciclismo do Acre estará disputando uma da provas mais tradicionais do Norte, a Acher Pinto. Com uma delegação de 14 atletas, chefiada pelo dedicado Lucas Pereira, certamente o Acre trará mais algumas medalhas para a sua coleção.

Já somos campeões 8 vezes da prova, com destaque para o veterano Santo Vidal.

Sorte aos atletas que correm em Manaus com patrocínio do Governo do Acre e apoio local do empresário Antônio José Ribeiro, conhecido aqui no Acre pela sua Pop Show, sob promoção da Federação Acreana de Ciclismo.



Escrito por Cassiano Marques às 12h46
[envie esta mensagem
] []


 

 

Nas Trilhas da Revolução

Tá chegando a hora do o Enduro Tur nas Trilhas da Revolução, evento entre amigos realizado em parceria pela Acre Motors, Star Motos e Trilhas do Acre Moto Clube (TAMC), sem competição e estrutura de apoio.

Para o pessoal de bike, a trilha vai ser reduzida, com transporte de caminhão até certo ponto e pedaladas apenas no trecho de varadouro.

Lembre-se que tem que fazer inscrição (na Honda Star Motos) e que no dia 31, quarta-feira, às 19horas tem briefing técnico do evento no prédio novo da Star Motos (ao lado do Deracre). Nosso amigo Oswaldo Dias garantiu que já no briefing vai rolar um churrasquinho ...

O trilheiro Américo Gaia ligou para dizer que vai nesse sábado cerrar uns paus para limpar as trilhas pros mancos e arrumar umas pontes.



Escrito por Cassiano Marques às 20h07
[envie esta mensagem
] []


 

 

Motocross

Assisti as 4ª e 5ª etapas do campeonato acreano de motocross, realizado no último domingo na pista internacional Carlão Coachaman, Rio Branco, em especial as duas baterias das categorias nacional e especial.

A pista estava impecável para o nível técnico dos pilotos da aldeia (parabéns ao Rubens Ortiz que conduziu a reforma da pista) - sem as grandes valas da época do latino americano, provocadas justamente pela alta aceleração e rotação dos pilotos de ponta. O terreno estava mais nivelado e, com isso, as médias de velocidade dos dois principais pilotos da categoria especial (nas voltas mais rápidas) – Riderson Rocha e Marcos Túlio – estava girando na casa entre 1’25” e 1’27”.

Já nas motos nacionais, destaque para as os pilotos de CRF 230 (Honda), cuja maioria estava limpando as grandes mesas e, por estar a pista mais leve, puderam acelerar mais forte.

Bonito de se ver, entretanto, apenas as primeiras voltas com os pegas dos pilotos da concessionárias  Honda (Riderson Rocha) e Yamaha (Marcos Túlio), nas duas baterias.

Largando sempre na frente, Riderson Rocha não resistiu a pressão de Marcos Túlio, caindo uma vez e errando a curva na primeira bateria e, visivelmente cansado, não agüentando manter a disputa na segunda bateria, tendo “jogado a toalha” antes de completar 1/3 da prova, tornando as corridas “chochas” e enfadonhas de se assistir até o final. Para um piloto profissional, como Riderson Rocha, é importante que treine mais, malhe mais e tenha disciplina de atleta e, com sua corrida competitiva, respeite o público que prestigia o motocross.

Já o piloto Marcos Túlio, mesmo após estar com a liderança confirmada, mostrando “fair play” continuou imprimindo o mesmo ritmo até as bandeiradas finais. Parabéns !

A esperar que em Plácido de Castro, no próximo domingo, dia 28/10, em razão da liderança no campeonato (110 contra 95 pontos), o piloto Riderson não jogue a toalha na disputa para garantir resultado “técnico” que apenas garanta o campeonato.

O público quer pega !



Escrito por Cassiano Marques às 19h57
[envie esta mensagem
] []


 

 

Nas Trilhas da Revolução

Ontem (domingo) rolou uma trilha alucinante e, em parte, inédita ! Saindo e voltando a Rio Branco sem pegar asfalto, por ramais praticamente sem trânsito, caminhos que há muito ninguém passa de carro, pontes quebradas, travessias pelo rio Acre e trilhas na floresta por varadouros e fazendas e moradores sempre dispostos a colaborar.

Foram 7 horas de trilhas sem enrolação ... aliás com enrolação, mas a do cabo, sempre acelerado...

Passando por lugares históricos do período da Revolução Acreana, como os ex-seringais Quixadá, Boa-Água, Colibri e Bagaço.

Estamos colocando os pontos do GPS no mapa para disponibilizar aos trilheiros de plantão.

Participaram desse trilha Marcelo Dias (de quadriciclo 4x4), Lourival (Louro) Marques, Américo Gaia e Cassiano Marques, estes de CRF 230. Ainda nesse semana publicaremos as fotos do passeio.

Se você quiser participar conosco dessa grande aventura, se prepare: dia 3 de novembro, sábado, com concentração as 6h30 da matina e saída pra valer às 7h, lá do prédio novo da Star Motos, vai rolar o Enduro Tur nas Trilhas da Revolução, evento entre amigos realizado em parceria pela Acre Motors, Star Motos e Trilhas do Acre Moto Clube (TAMC), sem competição e estrutura de apoio.

Para os pilotos que estão participando do campeonato acreano de off-road, segundo o presidente do TAMC, Lourival Marques, quem participar do evento, largando e chegando, ganhará um bônus de 10 pontos no campeonato.

Durante a trilha haverá um neutral onde será servido um lanche.

Na chegada ao final do dia, os participantes estarão sendo recepcionados com um super churrasco.

Inscrições nas lojas Acre Motors e Star Motos. Dia 31, quarta-feira, às 19horas tem briefing técnico do evento no prédio novo da Star Motos.

E para participar basta ter uma moto off-road (qualquer marca) com pneus de trilha (obrigatório), equipamento completo de segurança (capacete com viseira ou óculos, calça e camisas compridas, luvas e botas; opcional colete; recomenda-se levar um camel back ou cantil) e fazer sua inscrição.



Escrito por Cassiano Marques às 06h55
[envie esta mensagem
] []


 

 

Domingo é dia de trilha

Acordar cedo, planejar a trilha, reunir com os amigos ... acelerar no meio da floresta!

Marcelo, Louro, Cassiano, Gaia, entre outros trilheiros amigos topam isso. Hoje, domingo, vão percorrer novos caminhos. Na volta será publicado as fotos e os roteiros.



Escrito por Cassiano Marques às 05h56
[envie esta mensagem
] []


 

 

Comunicamos aos leitores deste site que a partir desta data, este endereço deixa de ser o site de informações oficiais da Federação de Motociclismo do Estado do Acre – FEMAC, em razão de que estava hospedado em conta privada vinculado à UOL, sem vínculo direto com a FEMAC.

 

Continuaremos publicando notícias nesse endereço vinculadas ao motociclismo, agora sob o título “Motociclismo no Acre”.



Escrito por FEMAC às 15h13
[envie esta mensagem
] []


 

 

Rally Bolpebra

TRILHAS DO ACRE MOTO CLUBE - TAMC

 

COMUNICADO

  

Comunicamos aos filiados, pilotos, imprensa, apoiadores e amantes do motociclismo, especialmente do Acre, Rondônia Bolívia e Peru, que lamentavelmente o a sexta edição do Rally Internacional Bolpebra Amazônia não será realizada este ano em razão da inviabilidade de sua execução, decorrente do processo de transição que passou o TAMC e a FEMAC e conseqüente dificuldades materiais para sua viabilização, ainda que tenha sido empenhado apoio do Governo do Acre, através da Secretaria de Esporte, Turismo e Lazer (SETUL).

 

Em 2008, certamente, o Rally Internacional Bolpebra Amazônia será retomado, com ampla divulgação.

 

Rio Branco, Acre, Brasil, 12 de outubro de 2007.



Escrito por FEMAC às 15h07
[envie esta mensagem
] []


 

 

Rally Bolpebra

Rally Bolpebra acontecerá em novembro

 

O VI Rally Internacional Bolpebra Amazônia acontecerá entre os dias 1º e 4 de novembro, numa realização do Trilhas do Acre Moto Clube (TAMC), entidade idealizadora do evento a época presidida pelo atual Secretário de Estado de Esporte, Turismo e Lazer – SETUL, do Governo do Acre, Cassiano Marques de Oliveira.

 

O atual presidente do TAMC, Lourival Marques, e o seu secretário geral, José Américo Gaia, reuniram-se com o secretário da SETUL e discutiram detalhes operacionais do evento , o qual terá planilha levantada pelo presidente do Acre Moto Clube, Ruben Ortiz.

 

A inscrição até o dia 22 de outubro custará R$ 250,00 e até o dia 29 de outubro, data limite, custará R$ 350,00. O evento é homologado pela FEMAC, válido como campeonato acreano de rally.

 

O evento terá a seguinte programação básica:

 

Dia 1/11 - quinta-feira

Das 8h30 às 11h30 – vistoria técnica e briefing

Das 13h às 17h – prólogo

Das 20h às 22h – largada promocional

 

Dia 2/11 - sexta-feira

Das 7h às 16h – prova com trechos cronometrados e deslocamentos, com provável pernoite em território brasileiro

 

Dia 3/11 - sábado

Das 7h às 16h – prova com trechos cronometrados e deslocamentos, com provável pernoite em território peruano

 

Dia 4/11 – domingo

Das 6h às 17h – prova com trechos cronometrados e deslocamentos, com chegada em Rio Branco

 

Informações com Lourival Marques pelo celular (00 55) 68 - 9984-7063.

 



Escrito por FEMAC às 20h40
[envie esta mensagem
] []


 

 
[ página principal ] [ ver mensagens anteriores ]